A competitividade sistêmica do agronegócio sucroalcooleiro: estratégias internas e fatores externos

Published 2023-10-10

  • Ana Claudia Giannini Borges
  • ,
  • Vera Mariza Henriques de Miranda Costa


PDF

Keywords: agronegócio sucroalcooleiro, competitividade sistêmica, BNDES, participação do estado

Abstract

Constituem objetivos do presente trabalho: a) caracterizar  a evolução recente do agronegócio sucroalcooleiro, destacando as ações efetivadas visando à competitividade do setor e de empresas que o compõem, bem como alterações que interferem em sua competitividade sistêmica, relacionadas aos ambientes interno e externo das empresas; b) avaliar o suporte financeiro do BNDES (banco nacional de desenvolvimento econômico e social) ao setor como novo padrão de atuação do estado, após a desregulamentação do setor sucroalcooleiro, ocorrida a partir da década de 1990; c) evidenciar a relevância da atuação do estado sobre o agronegócio sucroalcooleiro para viabilizar ações inovadoras, favorecendo sua competitividade sistêmica. O trabalho foi estruturado a partir de avaliação de literatura referente à caracterização, aos limites e ao âmbito da competitividade; e de dados, informações e avaliações sobre a evolução do agronegócio sucroalcooleiro em literatura especializada e junto a instituições e organismos que dispõem de conhecimento desse setor. Pôde-se concluir que a participação do estado no agronegócio sucroalcooleiro mantém-se relevante, mesmo após o processo de desregulamentação; realizada, no período recente, por meio de financiamento por parte do BNDES, a atuação do estado tem sido significativa para a competitividade sistêmica da atividade sucroalcooleira brasileira.


References

  1. ALBANEZ, T.; VALLE, M. R. Fontes diferenciadas de financiamento: impacto na estrutura de capital de usinas brasileiras de açúcar e álcool. Revista Universo Contábil, v. 5, n. 3, p. 60-81, 2009. Disponível em: http://redalyc.uaemex.mx/pdf/1170/117012564005.pdf. Acesso em: out. de 2010.
  2. BACCARIN, J. G. (2005). A constituição da nova regulamentação sucroalcooleira. Brasília: UNB, Editora UNESP.
  3. BACCARIN, J. G.; GEBARA, J. J.; FACTORE, C. O. Concentração e integração vertical do setor sucroalcooleiro no Centro-Sul do Brasil, entre 2000 e 2007. Informações Econômicas, v. 39, n. 3, p. 1-12, 2009.
  4. BNDES. Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. Desembolso do sistema BNDES para o setor sucroalcooleiro segundo o objetivo (2001-2008). Informações recebidas mediante solicitação. Rio de Janeiro, BNDES, 2010.
  5. BNDES. Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. BNDES transparente. Rio de Janeiro, BNDES, 2011. Disponível em: http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/bndes/bndes_pt/Institucional/BNDES_Transparente//. Acesso em: jan. de 2011.
  6. BARROS, G. S. C.; MOARES, M. A. F. D. A desregulamentação do setor sucroalcooleiro. Revista de Economia Política, 22(2), p. 355-373, 2002. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rep/a/dMQXtfb4q9v6NNjJnvJHMCt/#:~:text=A%20desregulamenta%C3%A7%C3%A3o%20foi%20conduzida%20por,cujos%20interesses%20conflitantes%20influenciaram%20o. Acesso em: fev. de 2011.
  7. BESANKO, D.; DRANOVE, D.; SHANLEY, M.; SCHAEFER, S. A economia da estratégia. Porto Alegre: Bookman, 2012.
  8. BORGES, A. C. G.; COSTA, V. M. H M. Fusões e aquisições no setor sucroalcooleiro pós desregulamentação. In: XXIX Encontro Nacional de Engenharia de Produção - A Engenharia de Produção e o Desenvolvimento Sustentável: Integrando Tecnologia e Gestão (ENEGEP), 2009. Anais […]. Salvador, BA, p. 1-14, 2009.
  9. BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Política Agrícola. Produção de cana-de-açúcar, açúcar e álcool. Informações recebidas mediante solicitação. Brasília, MAPA, 2011.
  10. CAMUSSI, R.; GUEDES, S. N. R. A segunda “onda” do capital estrangeiro na agroindústria canavieira brasileira: as estratégias do IED francês. In: XLI - Congresso Brasileiro de Economia e Sociologia Rural - SOBER, 2003. Anais […]. Juiz de Fora, MG, 2003.
  11. COUTINHO, L. G.; FERRAZ, J. C. (Coord.). Estudo da competitividade da indústria brasileira. Campinas: Papirus, 1994.
  12. ESSER, K.; HILLEBRAND, W.; MESSNER, D.; MEYER-STAMER, J. Competitividad sistémica. Competitividad internacional de las empresas y políticas requeridas. Revista de la CEPAL, n. 59, p. 39-52 1996. Disponível em: http://www.meyer-stamer.de/1994/systemsp.htm. Acesso em: ago. de 2011.
  13. GARCIA, J. L. F.; NYKO, D.; MILANEZ, A. Y.; REIS, B. L. S. F. S dos. Setor sucroenergético: o desempenho do BNDES no último triênio da década. Informe Setorial, n. 21. 2011. Disponível em: http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/export/sites/default/bndes_pt/Galerias/Arquivos/conhecimento/setorial/Informe_21.pdf. Acesso em: ago. de 2011.
  14. KPMG Auditores Independentes Ltda. Pesquisa de Fusões e Aquisições. São Paulo. 2002-2011 (por trimestre). Disponível em: http://www.kpmg.com.br/publicacoes_fas.asp?ft=5&fx=16. Acesso em: ago. de 2011.
  15. MILANEZ, A. Y.; BARROS, N. R.; FAVERET FILHO, P. S. C. O perfil do BNDES ao Setor sucroalcooleiro. BNDES Setorial, n. 28, 2008. Disponível em: http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/export/sites/default/bndes_pt/Galerias/Arquivos/conhecimento/bnset/set2801.pdf. Acesso em: jan. de 2011.
  16. MILANEZ, A. Y.; CAVALCANTI, C. E. S.; FAVARET FILHO, P. S. C. O papel do BNDES no desenvolvimento do setor sucroenergético. In: ALÉM, A. C.; GIAMBIAGI, F. O BNDES em um Brasil em transição. Rio de Janeiro: BNDES, cap. 21, p. 335-347, 2010. Disponível em: http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/export/sites/default/bndes_pt/Galerias/Arquivos/conhecimento/livro_brasil_em_transicao/Brasil_em_transicao_cap21.pdf. Acesso em: jan. de 2011.
  17. MILANEZ, A. Y.; NYKO, D.; MIHESSEN, V. D. O setor sucroalcooleiro no primeiro semestre de 2009. Informe Setorial, BNDES, n. 13. 2009. Disponível em: http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/export/sites/default/bndes_pt/Galerias/Arquivos/conhecimento/setorial/informe-13AI.pdf. Acesso em: out. de 2011.
  18. MOREIRA, S. V.; TOMICH, F.; RODRIGUES, M. G. Proex e BNDES-exim: construindo o futuro. Brasília: IPEA, 2006. 33 p. (Texto para Discussão). Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs/td_1156.pdf. Acesso em: nov. de 2010.
  19. NYKO, D.; MILANEZ, A. Y. O setor sucroalcooleiro em 2009. Informe Setorial, BNDES, n. 17, 2010. Disponível em: http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/export/sites/default/bndes_pt/Galerias/Arquivos/conhecimento/setorial/informe-17AI.pdf. Acesso em: out. de 2010.
  20. PORTER, M. E. A vantagem competitiva das nações. Rio de Janeiro: Campus, 1993.
  21. SCHUMPETER, J. Capitalismo, socialismo e democracia. Rio de Janeiro, Zahar, 1984.
  22. SIQUEIRA, T. V. Competitividade Sistêmica: Desafios para o Desenvolvimento Econômico Brasileiro. Revista do BNDES, v. 16, n. 31, p. 139-184, 2009. Disponível em: http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/export/sites/default/bndes_pt/Galerias/Arquivos/conhecimento/revista/rev3106.pdf. Acesso em: ago. de 2011.
  23. UNICA. União da Indústria de Cana-De-Açúcar. Unicadata: Observatório da cana e bioenergia. São Paulo, UNICA. 2011. Disponível em: https://unicadata.com.br/listagem.php?idMn=4. Acesso em: ago. de 2011.
  24. VIAN, C. E. F. Agroindústria canavieira: estratégias competitivas e modernização. Campinas, SP: Editora Átomo, 2003.
  25. WAACK, R. S.; NEVES, M. F. Competitividade do sistema agroindustrial da cana-de-açúcar. In: FARINA, E. M. M. Q.; ZYLBERSZTAJN, D. (coord.) Competitividade no agribusiness brasileiro. São Paulo: PENSA/FIA/FEA/USP, 1998. (Relatório)

How to Cite

Borges, A. C. G., & Costa, V. M. H. de M. (2023). A competitividade sistêmica do agronegócio sucroalcooleiro: estratégias internas e fatores externos. International Journal of Scientific Management and Tourism, 9(6), 3278–3300. https://doi.org/10.55905/ijsmtv9n6-003

Download Citation

Current Issue


MOST READ LAST WEEK

Keywords