A mensuração do EVA® sob os efeitos da inflação

Published 2023-10-13

  • Wesley Sidney de Mendonça
  • ,
  • Giancarlo Fernandes Soares
  • ,
  • Sara Lima Marinho
  • ,
  • Nilton Cesar Lima
  • ,
  • Lisia de Melo Queiroz


PDF

Keywords: EVA®, valor agregado, riqueza gerada

Abstract

O objetivo deste trabalho consiste em examinar se a inflação causa ou não distorções no cálculo do EVA®. Para tanto, realizou-se uma pesquisa descritiva, quantitativa e documental. Para realização do cálculo do EVA® e para a observação das distorções causadas pela inflação, utilizou-se como base teórica o estudo de Warr (2005). A amostra desse estudo consiste em 231 empresas não financeiras listadas na BM&F Bovespa, que foram agrupadas de acordo com a divisão setorial definida pelo Instituto Assaf Neto, no período de 2009 a 2013. As informações necessárias para cálculo do EVA® foram extraídas no software Economática e no site do Instituto Assaf Neto. Os resultados apontam que o EVA® nominal apareceu, predominantemente, superestimado, subestimando aos valores encontrados pelo EVA® real. Isto corrobora com os estudos de Warr (2005), que afirma que a inflação causa distorções no processo de identificação da riqueza gerada pela empresa. Algumas empresas apresentaram EVA® negativo, o que demonstra que estão, na verdade, destruindo valor, ou seja, não estão remunerando o capital investido de forma correta. Segundo Stewart (1991), a inflação não causa distorções no cálculo do EVA® quando for inferior a 10%, sendo que o presente estudo identificou distorções no cálculo do EVA® no período em que a inflação variou de 4,31% a 5,91%.


References

  1. ARCHER, S. H.; D’AMBROSIO, C. A. Administração Financeira: Teoria e Aplicação. Tradução de Antonio Sanvicente. São Paulo: Atlas, 1969.
  2. ASSAF NETO, A. Medidas de Criação de Valor. In: ASSAF NETO, Alexandre. Finanças Corporativas e Valor. 2ª São Paulo: Atlas, 2005.
  3. .Contribuição ao estudo da avaliação de empresas no Brasil: uma aplicação prática. 2003. 202 f. Tese (Livre Docência) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2003.
  4. . Finanças corporativas e valor. 2. ed.São Paulo: Atlas, 2005.
  5. Valuation: métricas de valor e avaliação de empresas. São Paulo: Atlas, 2014.
  6. BACKES, J.A. EVA - valor econômico agregado.ConTexto, Porto Alegre, v. 2, n. 3, 2002.
  7. CAETANO, J. R. Sua empresa cria ou destrói riqueza? Revista Exame. São Paulo, set., 1998.
  8. COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS - CPC. Pronunciamento técnico: Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil- Financeiro. Dez. 2011. Disponível em: <http://static.cpc.mediagroup.com.br/ Documentos/147 _CPC00_R1.pdf>. Acesso em: 01 ago.2014.
  9. COSTA, L. G. T. A.; COSTA, L. R.; T. A.; ALVIM, M. A.VALUATION: Manual de
  10. avaliação e reestruturação econômica de empresas. 2. Ed. São Paulo: Atlas, 2011.
  11. FREZATTI, F. Gestão de Valor na Empresa: Uma abordagem abrangente do
  12. Valuation a partir da Contabilidade Gerencial. São Paulo: Atlas, 2003.
  13. GALLIZO, J. L.; SALVADOR, M. Understanding the behavior of financial ratios: The adjustment process. Journal of Economics and Business, n. 3, v. 55, p. 267–283, 2003.
  14. GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5ª ed. São Paulo: Atlas, 2010. 184 p.
  15. . Métodos e técnicas de pesquisa social. 6ª ed. São Paulo: Atlas, 2009. 200 p.
  16. LEMES, S.; CARVALHO, L. N. Contabilidade Internacional para Graduação: textos, estudos de casos e questões de múltipla escolha. São Paulo: Atlas, 2010.
  17. MARTELANC, R.; PASIN, R.; CAVALCANTE, F. Avaliação de Empresas: Um guia para fusões e aquisições e gestão de valor. São Paulo: Pearson, 2005.
  18. PADOVEZE, C. L. Controladoria Estratégica e Operacional. Pioneira Thomson Learning, São Paulo, 2005.
  19. ROCHA, J. S. Utilizando o indicador econômico EVA® – Economic Value Added, para auxiliar na gestão organizacional. Universidade Federal da Bahia. 2001.
  20. Disponível em: http://www.contabeis.ufba.br/materialprofessores/JSROCHA/PAGINA/ UTILIZANDO%20O%20INDICADOR%20ECON%C3%88MICO%20EVA%20-
  21. %20ECONOMIC%20VALUE%20ADDE%C3%A0.pdf>. Acesso em: 23 jul. 2014.
  22. SILVA, E. L.; MENEZES, E. M.Metodologia da Pesquisa e Elaboração de Dissertação. 4ª ed. Florianópolis: UFSC, 2005. 138 p.
  23. SOMOGGI, L. Quem está realmente produzindo riquezas? Revista Exame, São Paulo, set., 1997.
  24. STEWART, G. B. The quest for value. 3 ed. New York: Harper Business, 1991. VILLIERS, J. The Distortions in Economic Value Added(EVA) Caused by Inflation.
  25. Journal of Economics and Business, v. 49, p. 285-300, 1997.
  26. WARR, R. S. An empirical study of inflation distortions to EVA.Journal of Economics and Business, n. 57, p. 119-137, 2005.
  27. YALCIN, N.; BAYRAKDAROGLU, A.; KAHRAMAN, C. Application of fuzzy multi- criteria decision making methods for financial performance EVAluation of Turkish manufacturing industries. Elsevier, n. 1, v. 39, p. 350-364, 2012.
  28. XIN, Z.; TING, W.; YUAN, Z. Economic Value Added for Performance EVAluation: a FinancialEngineering. Systems Engineering Procedia, n. 5, p. 379-387, 2012.

How to Cite

de Mendonça, W. S., Soares, G. F., Marinho, S. L., Lima, N. C., & Queiroz, L. de M. (2023). A mensuração do EVA® sob os efeitos da inflação. International Journal of Scientific Management and Tourism, 9(6), 3398–3421. https://doi.org/10.55905/ijsmtv9n6-010

Download Citation

Current Issue


MOST READ LAST WEEK

Keywords