Estratégias aplicadas ao geoturismo e desenvolvimento socioeconômico na ótica das capacidades dinâmicas: o caso do Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul

Authors

  • Izabel Regina de Souza
  • Silvio Parodi Oliveira Camilo
  • Melissa Watanabe
  • Miguelangelo Gianezini

DOI:

https://doi.org/10.55905/ijsmtv9n7-004

Keywords:

capacidades dinâmicas, geoparque caminhos dos cânions do sul, geoturismo, desenvolvimento socioeconômico

Abstract

Este artigo tem objetivo de apresentar proposições fundamentadas sob a ótica das Capacidades Dinâmicas (CDs) que possam potencializar o desenvolvimento do geoturismo e o desenvolvimento socioeconômico no Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul (GCCS). Advinda do campo da estratégia as CDs procuram explicar como as organizações utilizam e renovam seus recursos para a criação e sustentação da vantagem competitiva por meio dos microfundamentos. Os microfundamentos são as habilidades, processos, estruturas organizacionais, regras de decisão e disciplinas distintas, que permitem detectar, aproveitar e reconfigurar recursos. A pesquisa teve um caráter qualitativo, e utilizou de estudo de caso único como estratégia de pesquisa. A técnica de coleta de dados incluiu entrevista, realizadas em outubro de 2022, com 8 coordenadores do Consórcio Intermunicipal do Geoparque, o qual faz a governança do Geoparque. Os dados foram tratados e realizado análise de conteúdo. Os resultados apontaram que as ações já realizadas pelo Consórcio Intermunicipal do GCCS, levou o território ao reconhecimento mundial de geoparques da UNESCO, mas que ainda falta muito trabalho a ser realizado. Foi possível apesentar uma lista de proposições para potencializar o geoturismo e o desenvolvimento socioeconômico no território do GCCS, juntamente com uma proposta de contribuição para o modelo de Tecce (2007), usado neste estudo, o qual se apresenta como uma possibilidade de sustentação para o Geoparque. A categoria sustain compõe o modelo, inserindo-se as categorias do detectar, aproveitar e reconfigurar os recursos para o geoturismo no desenvolvimento socioeconômico.

 

References

BRILHA, J. UNESCO e Programa Internacional Geociências e Geoparques. São Paulo, 2016. Disponível em: http://www.igc.usp.br/index.php?id=977. Acesso em: 11 nov. 2019.

CLAVER-CORTÉS, E.; MOLINA-AZORÍN, J.; PEREIRA-MOLINER, J. Strategic groups in the hospitality industry: intergroup and intragroup performance differences in Alicante, Spain. Tourism Management, v. 27, p. 1101-1116, 2006.

FURTADO, C. Teoria e política do desenvolvimento econômico. 11 ed. São Paulo: Nacional, 1987.

GEOPARQUE CAMINHOS DOS CÂNIONS DO SUL. Disponível em: canionsdosul.org. 2022.

GREEN, Ronald F.; LISBOA, Joa; YASIN, Mahmoud M. Porter′ s (1980) generic strategies in Portugal. European Business Review, v. 93, n. 2, 1993.

GRAY, M. Geodiversity, geoheritage and geoconservation for society. International Journal of Geoheritage and Parks, v. 7, n. 4, p. 226-236, 2019.

HELLMICH, S. N. What is socioeconomics? An overview of theories, methods, and themes in the field. In: Forum for Social Economics. Routledge, p. 3-25, 2017.

HIRSCHMAN, Albert O. La estrategia del desarrollo económico. Trad. María Teresa Márquez de Silva Herzog. v. 2. México: Fondo de cultura económica, 1961.

HUNG, R. Y. Y.; CHUNG, T.; LIEN, B. Y. Organizational process alignment and dynamic capabilities in high-tech industry. Total Quality Management & Business Excellence, v. 18, n. 9, p. 1023-1034, nov. 2007.

IGNARRA, L. R. Fundamentos do Turismo. 3. ed. Rio de Janeiro: Editora Senac, 2013.

LEARNED, E. P. et al. Business Policy: Texts and Cases. Homewood: Richard D. Irwin, 1965.

KUZNETS, S. S. Crescimento econômico moderno: ritmo, estrutura e difusão. São Paulo: Editora Abril, 1983.

MILES, R.; SNOW, C. Organizational strategy, structure, and process. Nova York: McGraw-Hill, 1978.

NASCIMENTO, M. A. L.; GOMES, C. S. C. D.; SOARES, A. S. Geoparque como forma de gestão territorial interdisciplinar apoiada no Geoturismo: caso do Projeto Geoparque Seridó. Revista Brasileira de Ecoturismo, São Paulo, v. 8, n. 2, p. 347-364, mai./ago. 2015.

NASCIMENTO, M. A. L.; FERREIRA, R. V. Seridó (RN). In: SCHOBBENHAUS, C.; SILVA, C. R. (Org.). Geoparques do Brasil: Propostas, p. 361-416. Rio de Janeiro: CPRM, 2012.

RUCHKYS, U. A. Geoparques e a musealização do território: um estudo sobre o Quadrilátero Ferrífero. Geologia USP, Publicação Especial, v. 5, p. 35-46, 2009.

RUSCHMANN, D. V. M. Turismo e planejamento sustentável: a proteção do meio ambiente. Campinas: Papirus, 1997.

SILVA, J. C. R; ARAUJO, W. C. Geografia turística do Nordeste. Recife: SUDENE/ DPS, 1987.

SUNG, C. L. et al. O processo de governança na construção do Projeto de Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul – Brasil. Caderno de Geografia, v. 29, n. 59, 2019.

TEECE, David J. Explicating dynamic capabilities: the nature and microfoundations of (sustainable) enterprise performance. Strategic management journal, v. 28, n. 13, p. 1319-1350, 2007.

TEECE, David J. Dynamic capabilities: Routines versus entrepreneurial action. Journal of management studies, v. 49, n. 8, p. 1395-1401, 2012.

TEECE, David J.; PISANO, Gary; SHUEN, Amy. Dynamic capabilities and strategic management. Strategic management journal, v. 18, n. 7, p. 509-533, 1997.

TEECE, David J. et al. Understanding corporate coherence: Theory and evidence. Journal of economic behavior & organization, v. 23, n. 1, p. 1-30, 1994.

TEECE, David. Firm capabilities, resources and the concept of strategy. Economic analysis and policy, 1990.

UNESCO. Geociências e Geoparques Mundiais da UNESCO. Disponível em: https://pt.unesco.org/fieldoffice/brasilia/expertise/earth-science-geoparks. Acesso em: 17 nov. 2022.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2015.

ZOUROS, N. Global geoparks network and the new UNESCO Global Geoparks Programme. Bulletin of the Geological Society of Greece, v. 50, n. 1, p. 284-292, 2016.

Downloads

Published

2023-11-21

How to Cite

de Souza, I. R., Camilo, S. P. O., Watanabe, M., & Gianezini, M. (2023). Estratégias aplicadas ao geoturismo e desenvolvimento socioeconômico na ótica das capacidades dinâmicas: o caso do Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul. International Journal of Scientific Management and Tourism, 9(7), 3950–3978. https://doi.org/10.55905/ijsmtv9n7-004

Issue

Section

Articles